Realizando um sonho!

Direi do Senhor: Ele é meu Deus, meu refúgio e minha fortaleza, e nEle confiarei. Meu amor... Nunca trocamos um olhar... mas posso sentir o seu coração! Nunca senti o toque delicado da sua pele... Mas sinto a sutileza de sua vida a cada minuto! Nunca ouvi o doce da sua voz... mas para nós palavras não são necessárias! Nunca me beijaste... Mas sinto entre nós uma ligação eterna e tão profunda que é inutil tentar descrevê-la! Sonho com o dia que irei segura-lo em meus braços, te dar todo o meu carinho e finalmente conhecer o seu sorriso...

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Reescrevendo ditados...

CORRIGINDO 20 VELHOS DITADOS
  1.  "É dando que se ... engravida".
  2.  "Quem ri por último... é retardado". 
  3.  "Alegria de pobre... é impossível". 
  4.  "Quem com ferro fere... não sabe como dói". 
  5.  "Em casa de ferreiro... só tem ferro". 
  6.  "Quem tem boca... fala. Quem tem grana é que vai a Roma!" 
  7.  "Gato escaldado... morre, porra!"
  8. "Quem espera... fica de saco cheio."
  9. "Quando um não quer... o outro insiste." 
  10.  "Os últimos serão ... os desclassificados." 
  11.  "Há males que vêm para ... fuder com tudo mesmo!" (essa é ótima!!!)
  12. "Se Maomé não vai à montanha... é porque ele se mandou pra praia."
  13. "A esperança... e a sogra são as últimas que morrem."
  14. "Quem dá aos pobres... cria o filho sozinha."
  15. "Depois da tempestade vem a .... gripe."
  16. "Devagar.... nunca se chega."
  17. "Antes tarde do que ... mais tarde."
  18. "Em terra de cego quem tem um olho é ... caolho." 
  19.  "Quem cedo madruga... fica com sono o dia inteiro." 
  20.  "Pau que nasce torto... urina no chão."
Aprendi que.... ..ninguém é perfeito enquanto não te apaixonas
Aprendi que.... ...a vida é dura mas eu sou mais que ela!!!
Aprendi que... ...as oportunidades nunca se perdem aquelas que desperdiças... alguém as aproveita
Aprendi que... ...quando te importas com rancores e amarguras a felicidade vai para outra parte.
Aprendi que... ...devemos sempre dar palavras boas... porque amanhã nunca se sabe as que temos que ouvir.
Aprendi que... ...um sorriso é uma maneira económica de melhorar teu aspecto.
Aprendi que... ...não posso escolher como me sinto... mas posso sempre fazer alguma coisa.
Aprendi que... ...quando o teu filho recém-nascido segura o teu dedo na sua mão têm-te preso para toda a vida.
Aprendi que... ...todos todos querem viver no cimo da montanha... mas toda a felicidade está durante a subida.
Aprendi que... ...temos que gozar da viagem e não apenas pensar na chegada.
Aprendi que... ...o melhor é dar conselhos só em duas circunstancias... quando são pedidos e quando deles depende a vida.
Aprendi que... ...quanto menos tempo se desperdiça... mais coisas posso fazer.

Correndo atras... 1.1

Boa tarde!!! Ontem eu comecei com o cicloprimogyna e hoje o maridex tem consulta com o URO. Bem, as coisas estão encaminhando. Estou torcendo para que não haja problemas por parte dele. Devo ter comentado anteriormente que o cicloprimogyna é um regulador a base de estradiol e progesterona sintetica e com isso vou regular meu ciclo para 28 dias e nesse tempo do tratamento pode ocorrer a gravidez. Espero em Deus que eu consiga logo de primeira e caso não consiga, o próximo ciclo será de cicloprimgyna + indux. Ontem à noite fiquei pensando num casal de gêmeos, do nada me veio a imagem dos bebezinhos. Será??? Tá tão difícil conseguir 1, imaginem 2??? Enquanto isso, vou esperando. Tomando meus remédios, fazendo minhas caminhadas e aguardando. Ah! Que bom seria ganhar o positivo em setembro, seria um belo presente de aniversário!!!

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Meu sonho!!!

Correndo atrás

Amadas, eu não sei se vocês sabem, mas eu tenho filho do coração.
Esse meu filho foi um presente enviado por Deus, porque desde que eu soube da existência dele eu já o amei.
Vou dá uma resumidinha:
Saí de Salvador e fui morar em Sampa à trabalho e não conseguir viver sozinha, já que a minha casa era uma familia imensa (família, amigos, parentes, amigos, etc estavam sempre por lá). Com a depressão quase chegando e eu querendo voltar pra "casa", minha irmã deixou minha sobrinha de 15 anos ir morar comigo. Essa minha sobrinha morou por quase 2 anos comigo, daí começou a aprontar e eu mandei ela voltar pra minha irmã. Nesse tempo que ela voltou a morar com minha irmã, ela acabou engravidando e minha irmã e ela queriam abortar.
Quando eu soube do ocorrido, eu não deixei e disse que eu assumiria a criança como se fosse meu filho. Nesse mesmo período, eu estava de partida para Belém do Pará e levei "os dois" pra lá.
Cuidei da minha sobrinha muito bem, e ela sempre dizia: "minha tia é o pai do meu filho". Fazia todas as vontades dela e tudo mais. Passado a gestação, nasceu meu lindo filho e "era meu mesmo". digo isso porque o BB não conseguia ficar com a mãe, só dormia se fosse no meu quarto e tivemos que transferi o berço pra lá.
Mas deixa eu resumir a história:
Depois de 2 meses de nascido, nós 3 mudamos pra RJ e depois de 1 ano morando lá, mudamos pra Ribeirão Preto, mas minha sobrinha não quis mais morar comigo e levou consigo o "meu filho". Essa atitude dela não fez bem nem pra mim e nem pra ele, e minha irmã teve que levá-lo pra ficar comigo pois nenhum médico conseguia descobrir qual doença ele tinha. Mas a doença dele era emocional, tão logo ficou comigo, a saúde foi voltando, mas quase morre, porque ele já estava pegando uma pneumonia. Depois desse ocorrido, minha sobrinha o tirou de mim novamente e teve que devolver porque ele voltava a ficar doente.
Bem, no ano passado eu dei uma basta, afinal eu estava me casando e ia começar uma nova vida, longe de qualquer parente e disse a minha sobrinha que eu queria o menino de papel passado e queria registrá-lo no nome do meu marido, mesmo porque o sonho do meu filho é ter o meu sobrenome.
Ela disse que se fosse assim, não iria deixá-lo comigo e eu informei que sendo assim eu ia abrir mão dele. Ela nã cedia de jeito nenhum, mas por obra de Deus, faltando uma semana pra mudar pra Curitiba, ela me chamou e aos prantos me contou que ouviu uma voz dizendo: "essa criança não é sua, é da sua tia". Isso porque um pastor havia falado pra ela que Deus ia dar a resposta que ela tava precisando. E foi assim que ela nunca mais voltou atrás pra tomar o "meu filho" novamente.
Agora o motivo do post: Correndo atrás...
...ocorre o seguinte, para que eu o tenha como filho legítimo, tenho que atender as burocracias para adoção. Desde que mudei pra Curitiba que fiquei fazendo pesquisas, já tinha visto com advogados quais os procedimentos e tal. Para minha surpresa, como o caso trata de "adoção de parentes" será um pouco mais simples e não preciso de advogados, mas preciso fazer alguns procedimentos dos quais já providenciei.
Eu estava esperando começar a trabalhar pra correr atrás, mas ontem acordei com um pensamento novo e resolvi retomar os procedimentos legais, então eu fui até minha médica e falei pra ela que precisava do atestado o médico, ela automaticamente mandou uma requisição pra encaixe no psiquiatra (não há vagas), hoje mesmo consegui a vaga, mas o médico teve um contratempo e não pode comparecer cancelando a consulta, agora estou aguardando novo encaixe.
Depois da consulta psiquiátrica, faço os procedimentos médicos para atestado de saúde física e os atestados de ideneidade e outros afins...
Então é isso, falta pouco para o Jhonattan Erick deixar o sobrenome RUFINO DOS SANTOS e passar a assinar: JHONATTAN ERICK PEREIRA DINIZ...

Artigo - Como a idade afeta a fertilidade

Existem vários fatores para explicar por que as mulheres estão esperando mais para ter filhos. É comum mulher querer se firmar na profissão e aproveitar um pouco uma vida mais despreocupada para só então resolver aumentar a família. Às vezes a mulher prioriza os estudos, ou então quer atingir uma estabilidade financeira maior de modo a poder oferecer mais qualidade de vida aos filhos, quando eles vierem. Ou então o parceiro ideal demora para aparecer, ou a mulher simplesmente não se sente preparada...
A disponibilidade e a eficácia dos vários métodos contraceptivos também têm um papel importante. Atualmente os casais pensam mais antes de ter filhos, e a tendência é que as famílias sejam menores.
Idade e fertilidade
O lado negativo de adiar a maternidade, seja por que motivo for, é que para as mulheres a fertilidade decai rapidamente com o passar da idade, muito mais que para os homens.
Como pode ser observado na tabela abaixo, a idade de maior fertilidade para as mulheres é entre os 20 e os 24 anos.Com o passar do tempo, as chances de engravidar caem drasticamente, e a probabilidade de enfrentar problemas de fertilidade aumenta de forma significativa. Os homens continuam férteis por bem mais tempo, mas a fertilidade masculina também é afetada pela idade, embora de modo menos radical.
Tabela: Taxa de fertilidade ao longo de um ano
Os dois gráficos referem-se a mulheres que não possuam nenhum problema específico de fertilidade.
Fonte: Management of the Infertile Woman, de Helen A. Carcio, e The Fertility Sourcebook, de M. Sara Rosenthal

Quanto tempo vou demorar para engravidar?

Especialistas afirmam que aos 35 anos, a fertilidade da mulher é metade da que era aos 25 anos, e que, aos 40, a fertilidade cai para a metade do que era aos 35. Isso significa que um ano pode fazer muita diferença quando a mulher está na casa dos 30 ou dos 40 anos, e de repente pode começar a enfrentar dificuldade para engravidar.
A maioria dos casais (92 por cento) consegue engravidar em dois anos de relações sexuais frequentes e sem proteção. "Frequentes" neste caso significa sexo a cada dois ou três dias, ao longo de todo o ciclo menstrual.
Isso quer dizer que 8 por cento dos casais, na população em geral, não vão conseguir engravidar em até dois anos. Se você tem mais de 35 anos, sua chance de ficar grávida começa a cair rápido com o passar do tempo; 23 por cento das mulheres com 38 anos ou mais não conseguem engravidar mesmo com três anos de sexo frequente e sem proteção.
Assim, se a orientação em geral dos médicos é que se espere pelo menos um ano de tentativas para procurar ajuda especializada, a recomendação para mulheres de mais de 35 anos é diferente. Se você tem mais de 35 anos e está com dificuldade para engravidar, vale a pena procurar um especialista antes de um ano.
Por que a fertilidade decai tão rápido?
Há vários fatores que afetam a fertilidade. É preciso lembrar que a saúde em geral da pessoa também declina com o passar da idade. Certos problemas podem se agravar, e novas doenças podem surgir.
À medida que a mulher envelhece, fatores ligados à fertilidade mudam, como:
  • Reserva ovariana: é o número de folículos em bom estado que restam nos ovários. Os folículos se formaram quando você ainda estava na barriga da sua mãe, e desde então só foram se deteriorando (e sendo usados). Quanto mais tempo passa, menos óvulos viáveis você tem. Para mulheres que sofrem de menopausa precoce, os óvulos acabam muito antes do normal.
  • Ciclo menstrual: conforme as mulheres se aproximam da menopausa, seus ciclos menstruais podem começar a ficar irregulares e mais curtos, o que desfavorece a fertilização. • Revestimento do útero: o endométrio pode ir ficando cada vez mais fino, menos apropriado à implantação do embrião.
  • Secreção vaginal: o muco presente na vagina e no colo do útero pode ficar menos líquido e mais hostil aos espermatozóides.
  • Doenças que afetam o sistema reprodutivo: certos problemas podem ir danificando os órgãos reprodutivos com o passar do tempo, ou podem se agravar se não forem tratados. Entre eles estão a endometriose, a síndrome dos ovários policísticos e a clamídia.
  • Doenças crônicas: determinadas doenças têm impacto negativo na fertilidade, e tendem a se agravar com o envelhecimento.
  • Obesidade: o excesso de peso pode afetar a fertilidade, e tende a ser mais comum à medida que a mulher fica mais velha.

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Quem quer, não consegue. Já quem não quer...

Pois é, é isso mesmo. Enquanto eu estou aqui louquinha pra engravidar, não consigo. Já a minha amiga que não queria, engravidou. Ela já tem um filho de 9 anos e no momento passa por uma situação muito delicada e agora esta surpresa: grávida de 1 mês. Meu Deus, quando será me dado esta honra de receber um teste de gravidez positivo? Por que muitas não querem e conseguem??? Essa minha amiga tomava AC e mesmo assim, pimba! E eu??? nada todo, treino, abuso do marido pra que não falhe nos treinos e no entanto, NADA!!! Confesso, estou triste. Triste porque talvez esse BB não tenha a chance de vir ao mundo. Eu espero em Deus que minha amiga pense muito no ser que ela está gerando e não tome decisões precipitadas e enquanto isso, vou continuando pedindo a Deus que eu também ganhe este belo presente. Deus nos ajude, tanto a mim para que minha espera seja breve, quanto a minha amiga para que seja sábia o bastante e veja que apesar de todos os obstáculos da vida, uma vida sempre vale à pena e que todos devem ter a chance da vida.

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Este lado para cima - Campanha contra a morte súbita dos Bebês

Este lado para cima - campanha conta a morte súbita dos bebês
Dormir de barriga para cima é mais seguro!
Você sabe qual é a posição mais segura para o bebê dormir? É de barriga para cima.
A morte súbita é uma das maiores causas de mortes entre bebês até um ano de idade. Em muitos casos ela acontece porque o bebê está de lado ou de barriga para baixo, uma posição incorreta para dormir pois o bebê respira um ar menos puro, ou seja, ele respira parte do ar que deveria ser eliminado.
As pesquisas baseadas em evidências mostram que dormindo de barriga para cima, diminuem as chances do bebê morrer por sufocamento e asfixiamento. Caso você acredite que dormindo de barriga para cima o bebê irá se afogar com seu vômito, saiba que estudos mostram ser reação natural do bebê tossir e, com isso, não respirar o vômito e ainda chamar a atenção dos pais.
E lembre-se, amamente, não fume perto do bebê e não agasalhe demais o bebê para dormir. Porque dormir bem, é dormir com segurança!
O que é a Morte Súbita
Morte Súbita é o nome que se dá para a morte de crianças menores de 1 ano de idade que morrem de forma inesperada e sem explicação durante o sono. Ela também é conhecida como “morte do berço”.
Embora a causa da Morte Súbita seja desconhecida, existem alguns fatores que aumentam o risco de ela acontecer. A Pastoral da Criança, com o apoio de várias entidades lança essa campanha com dicas simples para que os pais e cuidadores possam coloca-lás em prática. Juntos reduziremos os riscos de morte súbita e favoreceremos o bem estar e a saúde de nossas crianças.
Você pode ajudar a evitar muitas mortes súbitas de bebês, para isso:
  1. Coloque o seu bebê para dormir de barriga para cima.
  2. Amamente: até o 6º mês dê somente leite materno.
  3. Não fume e nem deixe que fumem dentro da sua casa, principalmente durante a gestação e na presença de crianças pequenas.
  4. Não agasalhe demais o bebê.
  5. Deixe fora do berço travesseiros, brinquedos, almofadas e outros objetos fofos.

Deficiêcias - Mario Quintana

DEFICIÊNCIAS - Mario Quintana (escritor gaúcho 30/07/1906 - 05/05/1994 ) . "Deficiente" é aquele que não consegue modificar sua vida, aceitando as imposições de outras pessoas ou da sociedade em que vive sem ter consciência de que é dono do seu destino. "Louco" é quem não procura ser feliz com o que possui. "Cego" é aquele que não vê seu próximo morrer de frio, de fome, de miséria, e só tem olhos para seus míseros problemas e pequenas dores. "Surdo" é aquele que não tem tempo de ouvir um desabafo de um amigo, ou o apelo de um irmão. Pois está sempre apressado para o trabalho e quer garantir seus tostões no fim do mês. "Mudo" é aquele que não consegue falar o que sente e se esconde por trás da máscara da hipocrisia. "Paralítico" é quem não consegue andar na direção daqueles que precisam de sua ajuda. "Diabético" é quem não consegue ser doce. "Anão" é quem não sabe deixar o amor crescer. E, finalmente, a pior das deficiências é ser miserável, pois: "Miseráveis" são todos que não conseguem falar com Deus.

Recomeço..

...Pois, depois de um longo ciclo de 42 dias, dona monstrenga resolveu dar as caras.
Não fiquei triste, afinal já estava esperando por um ciclo anovulatório mesmo, melhor aparecer agora do que ficar na expectativa.
Bem, é o seguinte: Ontem tive consulta com um novo GO e ele achou inviável passar mais exames antes de ser feito o espermograma no maridex, assim pode-se descartar ou verificar o problemas de ambos.
Para mim, receitou "Cicloprimogyna" por seis ciclos, sendo que ele disse que posso mesmo engravidar logo no primeiro ciclo. Mas, para que isso ocorra, devo prestar atenção ao muco lá pelo 10dc e usar o tradicional método "papai-mamãe" e após o ato, ficar de barriga pra cima por no mínimo duas horas e só fazer a higiene íntima nou outro dia.
Devo ter relações todos os dias em que sentir a presença do muco, só parando quando não o sentir, ou seja, devo concentrar as relações por um período de +/- seis dias, do 10dc ao 16dc.
Após a pausa do medicamento, a monstra deve descer de 2 a 5 dias, não descendo deverá ser feito o teste, porque após o sétimo dia da pausa deverá ser iniciado uma nova cartela e pra início da nova cartela deve ser excluído a possibilidade de gravidez.
Então é isso, que Deus me ajude, porque eu continuo acreditando que "Deus tem algo especial pra minha vida" e acredito que EU VOU ENGRAVIDAR EM 2009.
Continuem torcendo por mim.

terça-feira, 18 de agosto de 2009

A infelicidade se espalha como praga.

É um vírus, do tipo "MHQSS" (mal-humor que se espalha sózinho), vai pelo ar, está nos olhos dos "infelizes", só de olhar para cara da pessoa, você já tem vontade de chorar.
Por vezes, a pessoa reclama da sua casa, que lá não há harmonia, amor, amizade,que no trabalho é "cobra querendo comer cobra", e sai se achando "prejudicada", sem se perguntar:
-Será que eu estou fazendo a minha parte?
-Será que eu sou vacina ou contaminante?
- Será que esse vírus já não está instalado na minha alma?
Experimente, entrar no escritório, sorrindo, cumprimente a todos olhando nos olhos, coloque flores na sua mesa, no canto da sala, abra às janelas, deixe a brisa entrar.
Em casa, se o povo adora discutir, dê para cada um, a água mágica!
Onde tem água mágica?
Na torneira mesmo: pegue um pouco de água e coloque na boca, quando a pessoa que mais discute começar o bate-boca, mantenha a sua água na boca, sem engolir. Deixe o infeliz falar, falar, falar, até cansar...quando ele parar, engula a água mágica.
Isso também vale se a pessoa "chata", que adora um bate-boca for você.
As vezes, tudo o que precisamos é um pouco de silêncio,de intimidade com nós mesmos.
Então, água mágica na boca e viva a paz!
A felicidade também é contagiante, mas demora um pouco mais para se espalhar. Parece que as pessoas ainda tem medo dela, medo de acordar e não ter do que reclamar...
Credo!Eu acredito na Felicidade!Vem ser feliz!
Paulo Roberto Gaefke

Entre "aspas"

  • "Só há dois jeitos de levar a vida: um é achar que nada é um milagre. Outro é achar que tudo na vida é um milagre." - Albert Einstein
  • "Prefiro divertir pessoas na esperança de que elas aprendam, do que ensiná-las na esperança de que elas se divirtam." - Walt Disney
  • "Maluco é quem abre mão daquilo em que acredita por conveniência." - Sócrates(ex-jogador de futebol)
  • "A honestidade compensa, mas não parece compensar o bastante para satisfazer algumas pessoas." - Kin Hubbard
  • "Minha mãe sempre diz que normal só o ciclo da máquina de lavar" - Wynonna Judd
  • "Muito custa ao homem revelar-se mau, até aos seus próprios olhos; e não se atrevendo, faz-se hipócrita." - Jaime Balmes
  • "Andamos tão desencantados que ser decente parece virtude, ser honesto gaqnha medalha, e ser mais ou menos coerente, merece aplausos.
  • "São curtos os limites que separam a resignação da hipocrisia." - Francisco de Quevedo
  • "Como eu gosto de dizer, na vida, deve-se sempre tentar seguir em frente, ainda que as pernas estejam tremendo" - Robin Robers
  • "A hipocrisia é uma homenagem que o vício presta à virtude." - François de La Rochefoucauld
  • "Há três palavras que gosto de repetir pra mim mesma: copo meio cheio. Lembra-me de ser grata por tudo que tenho" - Goldie Hawn em Good Housekeeping
  • "A hipocrisia é uma impostura refletida." - Luc de Clapiers, Marquês de Vauvenargues

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Começando...

Ontem eu postei minhas metas para serem cumpridas até 01/01/2010.
Nas metas relacionadas, muitas não dependem só da minha vontade e as que dependem da minha vontade, já estou correndo atrás...
Pois é, hoje já comecei uma... CAMINHADA... Também passei na farmácia e comprei linhaça para regular o intestino, mas não comecei ainda... Por outro lado, voltei a tomar o medicamento (metformina), tinha parado porque estava muito chateada por causa dos enjôos, mas daí pensei: Se quero engravidar, tenho que pelo menos me ajudar, e é isso, estou me ajudando tomando o chá de amora e a metformina e se os enjôos voltarem, será superado, afinal será por uma boa causa... Ah, também dormi menos. Eu quero fazer tantas coisas... Mas às vezes eu fico desanimada... Hoje minha TB despencou ladeira abaixo, eu podia até ficar chateada, mas achei melhor aguardar e esperar pois eu sei que POSSO e sempre PODEREI todas as coisas nAqule que me fortalece. E tenho dito: EU VOU ENGRAVIDAR EM 2009.

domingo, 16 de agosto de 2009

O que é um planejamento familiar natural?
Planejamento familiar natural é o termo usado para nomear os métodos naturais de controle da natalidade que não envolvem nenhuma droga ou artifícios. Para prevenir a gravidez, estes métodos exigem que não se tenha relações sexuais durante os dias férteis do ciclo menstrual e dependem de uma correta informação sobre o ciclo menstrual da mulher e do cálculo dos dias seguros e não seguros para a relação sexual.
O planejamento familiar natural exige um forte compromisso, cooperação e motivação de ambos os parceiros.
Quais são os métodos do planejamento familiar natural?
O método da tabela, uma forma de calcular matematicamente os dias férteis baseado no maior e menor ciclo menstrual, não é muito recomendado como método contraceptivo porque é altamente falho.
O método mais confiável de planejamento familiar natural é o método sintotérmico (também chamado de método mucotérmico). Ele é a combinação de dois métodos: o da temperatura e o da observação do muco cervical.
Se quiser fazer uso deste método contraceptivo, deve observar a aparência do muco cervical e registrar sua temperatura matinal diariamente. Você usará estas informações para determinar os dias que está fértil. Não deve ter relações sexuais durante os dias férteis se não quiser engravidar.
Ao utilizar este método, você constatará que não deve ter relações sexuais cerca de 8 a 11 dias ao mês.
Quando uma mulher está fértil?
Um ciclo menstrual dura aproximadamente 28 dias. Normalmente, durante cada ciclo menstrual um óvulo é liberado por um dos dois ovários, o que é chamado de ovulação. O óvulo viaja através da trompa de falópio até o útero. Se o óvulo não for fecundado após ter deixado o ovário, ele é absorvido pelo organismo ou expelido durante a menstruação. O óvulo pode ser fecundado pelo espermatozóide a partir do momento que deixa o ovário até que tenha saído da trompa de falópio. É durante este período que a mulher estará fértil e deverá evitar relações sexuais se não quiser engravidar.
O método sintotérmico de controle de natalidade é baseado em se calcular quando estes dias férteis irão ocorrer.
Como acompanhar a temperatura?
A temperatura basal do corpo deverá ser verificada toda manhã antes de qualquer atividade física, incluindo fumar, beber ou comer. É melhor que isto seja feito enquanto ainda estiver na cama. Será necessário o uso de um termômetro especial de temperatura basal, que detectará pequenas alterações de temperatura. Este termômetro pode ser comprado em uma farmácia. A temperatura do seu corpo aumentará cerca de 0.25 a 0.5ºC logo após a ovulação e permanecerá elevada até que seu próximo período menstrual comece. Anote esta temperatura todos os dias em um calendário.
Como o muco cervical se altera?
Você deverá também checar a aparência e a consistência do muco do colo do útero.Quando o muco se apresenta menos denso, elástico, claro e aquoso (como clara de ovo), a ovulação acontecerá dentre quatro dias (estes dias são chamados dias úmidos). Evite relações sexuais a partir do momento que o muco se apresentar mais aquoso até quatro dias depois que se torne mais seco, espesso e consistente, e em menor quantidade.
Como o método sintotérmico é usado?
A observação da temperatura e muco cervical permitirá saber com precisão o período da ovulação. Uma vez que você aprenda como sua temperatura e seu muco se alteram durante cada ciclo menstrual, você poderá estimar quando estará fértil a cada mês. Como regra geral , poderá manter relações sexuais do primeiro dia do seu ciclo menstrual (o dia em que o sangramento começa) até perceber o primeiro muco "molhado". Evite relações sexuais novamente até que observe 4 dias de muco espesso, consistente ou que perceba que já se completaram três dias que sua temperatura está elevada. É importante evitar relações sexuais tão logo observe a presença de muco aquoso porque a média de vida de um espermatozóide é de 3 dias, o que significa que pode continuar ativo no interior do corpo por três dias e ocorrer gravidez ao ovular.
Quando usar este método de controle da natalidade, é importante lembrar-se que doenças e qualquer tipo de drogas, incluindo bebida alcoólica, podem elevar a temperatura do seu corpo. Tome cuidado também para não confundir muco aquoso com sêmen.Para aumentar a eficiência deste método, evite ter relações sexuais ou usar outro tipo de método contraceptivo durante a primeira metade do seu ciclo menstrual até que sua temperatura basal tenha sofrido elevação e permanecido assim por 3 dias.A duração do ciclo menstrual varia de mulher para mulher e pode variar de mês para mês. Você deve observar cuidadosamente o muco cervical e registrar a temperatura do corpo por três a seis meses antes de utilizar o planejamento familiar natural como único método anticoncepcional. Se quiser ter relações sexuais durante este período de 3 a 6 meses, use preservativos ou diafragma; estes métodos de controle da natalidade não afetarão as suas medidas. Se você tiver ciclos irregulares, você não deve usar métodos naturais para prevenir de gravidez.
Quais são os benefícios?
As vantagens do planejamento familiar natural são: - habilidade no controle de quando terá filhos sem o uso de remédios ou artifícios- prazer sexual sem interrupção ou desconforto de métodos que barrem a concepção- evitar os riscos à saúde associados aos métodos como as pílulas anticoncepcionais e o DIU- baixo custo.
Quais são as desvantagens?
O planejamento familiar natural tem várias desvantagens, inclusive:- 20% a 30% de ineficiência (2 a 3 mulheres ficam grávidas durante um ano de uso)- não ter relações sexuais durante os 3 a 6 primeiros meses de observação do ciclo menstrual- não ter relações sexuais por quase duas semanas todo mês- incoveniência para as mulheres que não têm ciclos regulares- dificudade para evitar os períodos férteis- não proteção contra doenças sexualmente transmissíveis, inclusive AIDS.
Original de: Phyllis G. Coopes, R.N., M.N.,e "Clinical Reference Systems"

Metas e objetivos até 01/01/2010...

  1. Engravidar
  2. Vender meu apartamento em Sampa e com o dindin quitar a nossa casa aqui em Curitiba e o carro
  3. Perder o medo do volante e voltar a dirigir
  4. Voltar a fazer caminhada
  5. Emagrecer uns 10kg
  6. Matricular meu filho na natação e futebol (ainda não fiz pq estou sem trabalhar)
  7. Visitar meu parentes e amigos em Salvador
  8. Cuidar mais da saúde e de mim
  9. Comprar uma máquina de lavar da hora (a minha deixei em sampa e lavo roupas na casa da sogra)
  10. Dormir menos e agitar mais, principalmente aceitar sair mais com o maridex (é que gosto mais de ficar em casa)

E vamos lá, tenho que acreditar!!!

sábado, 15 de agosto de 2009

Saúde - gripe A (H1N1)

Ministério da Saúde tira dúvidas sobre a gripe A (H1N1)
Veja as perguntas mais comuns dos brasileiros e as respostas do governo federal para as questões. MS orienta os suspeitos de gripe a procurar posto de saúde ou médico.
O Ministério da Saúde está fazendo todos os esforços possíveis para deixar a população informada sobre a Influenza A (H1N1). O trabalho da imprensa tem ajudado também a esclarecer os brasileiros sobre a nova gripe. O Ministério mantém no seu site www.saude.gov.br um espaço específico para o tema, que traz informações atualizadas, além de colocar à disposição da população o atendimento gratuito pelo Disque Saúde 0800 061 1997. Veja algumas dúvidas e as respostas:
1 - Qual é a previsão de produção da vacina contra a influenza A (H1N1) no Brasil? O Instituto Butantan, ligado à Secretaria de Saúde do Governo do Estado de São Paulo, é responsável no Brasil por desenvolver as vacinas contra a gripe comum (sazonal) e estará à frente também do desenvolvimento da gripe contra a influenza A (H1N1). A vacina a ser produzida no Brasil estará disponível no próximo ano. Além de desenvolver a vacina, o MS avaliará, junto ao Butantan, a necessidade de comprar vacinas prontas de outros fabricantes.
2 – Haverá cadastramento de novos laboratórios para realização de exames de diagnóstico? Atualmente, três laboratórios de referência fazem o exame de diagnóstico da influenza A (H1N1) no Brasil: Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz/RJ), Instituto Evandro Chagas (IEC/PA) e Instituto Adolf Lutz (SP). Há a possibilidade, agora, de credenciamento de Laboratórios Centrais (Lacens) para centralizar a realização desses exames nos estados, além dos três laboratórios de referência. Isso já está em curso para os estados do Rio Grande do Sul, Paraná e Minas Gerais, mas ainda não há data definida para essa habilitação.
3 - Como é realizada a distribuição do medicamento? A distribuição dos medicamentos é centralizada. O Ministério da Saúde envia os remédios aos estados, respondendo às solicitações das Secretarias Estaduais de Saúde. Cabe a elas não só indicar as unidades de referência no atendimento da nova gripe, como também ampliar o número de unidades para realização do tratamento. Outras unidades podem ser indicadas para atender os casos e usar o antiviral.
4 - O Brasil tem medicamento suficiente para enfrentar a influenza A (H1N1)? Sim. O Ministério da Saúde tem medicamento suficiente para enfrentar a pandemia de influenza A (H1N1). O MS tem um estoque de 9 milhões de tratamentos em pó. Eles foram adquiridos em 2005, época de uma possível epidemia de gripe aviária. Além disso, na terça-feira (21 de julho), o governo federal recebeu mais 50 mil tratamentos. Desses, 15 mil vão para o Rio Grande do Sul, estado entre os mais afetados pela doença. Outros estados com maior número de casos também receberam quantidade adicional de tratamento. Até o fim de julho, o MS vai receber mais 150 mil tratamentos. Nas próximas semanas, será um milhão a mais de medicamentos disponíveis, além do que está estocado em pó. O Ministério esclarece que o estoque de remédios está de acordo com as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS).
5 - Quais os critérios de utilização para do medicamento fosfato de oseltamivir? Apenas os pacientes com agravamento do estado de saúde nas primeiras 48 horas, desde o início dos sintomas, e as pessoas com maior risco de apresentar quadro clínico grave serão medicados com o fosfato de oseltamivir. Os demais terão os sintomas tratados de acordo com indicação médica. O objetivo é evitar o uso desnecessário e uma possível resistência ao medicamento, assim como já foi registrado no Reino Unido, Japão e Hong Kong. É importante lembrar, também, que todas as pessoas que compõem o grupo de risco para complicações de influenza requerem avaliação e monitoramento clínico constante de seu médico, para indicação ou não de tratamento com o fosfato de oseltamivir.
6 - Quem está no grupo de risco? O grupo de risco é composto por idosos, crianças menores de dois anos, gestantes, pessoas com diabetes, doença cardíaca, pulmonar ou renal crônica, deficiência imunológica (como pacientes com câncer, em tratamento para AIDS), pessoas com obesidade mórbida e também com doenças provocadas por alterações da hemoglobina, como anemia falciforme.
7 - Por que o Rio Grande do Sul registra tantos casos da influenza A (H1N1)? Todos os anos, o Brasil registra ocorrências de casos graves e óbitos por gripe e doenças associadas, como pneumonia, em todas as regiões. Neste período do ano, que é inverno, sempre há maior ocorrência desses casos, em especial no RS e nos outros estados do Sul e Sudeste. Isso porque eles têm o inverno mais rigoroso e mais prolongado. Além disso, no caso especifico da influenza A (H1N1), há países com maior número de casos que fazem fronteira com o Rio Grande do Sul, como é o caso da Argentina. A disseminação da doença aumenta e não é indicado controlar o fluxo de pessoas na fronteira, pois isto não tem efeito na disseminação da doença.
8 - Grávidas podem tomar fosfato de oseltamivir? Não há registros de efeitos negativos do uso do fosfato de oseltamivir em mulheres grávidas e em fetos. No entanto, como medida de precaução e conforme orientação do fabricante, esse medicamento só deve ser tomado durante a gravidez se o seu benefício justificar o risco. Essa decisão deve ser tomada de acordo com indicação médica.
9 - Existe transmissão sustentada do vírus da Influenza A (H1N1) no Brasil? Desde 24 de abril, data do primeiro alerta dado pela OMS (Organização Mundial da Saúde) sobre o surgimento da nova doença, até o dia 15 de julho, o Ministério da Saúde só havia registrado casos no país de pessoas que tinham contraído a doença no exterior ou pego de quem esteve fora. No dia 16 de julho, o Ministério da Saúde recebeu a notificação do primeiro caso de transmissão da Influenza A (H1N1) no Brasil sem esse tipo de vínculo. Trata-se de paciente do Estado de São Paulo, que morreu no último dia 30 de junho. Esse caso nos deu a primeira evidência de que o novo vírus está em circulação em território nacional. Todas as estratégias que o MS deveria adotar numa situação como esta já foram tomadas há quase três semanas. O Brasil se antecipou. A atualização constante de nossas ações contra a nova gripe permitiu que, neste momento, toda a rede de saúde esteja integrada para manter e reforçar as medidas de atenção à população.
10 - Qual a diferença entre a gripe comum e a Influenza A (H1N1)? Elas são causadas por diferentes subtipos do vírus Influenza. Os sintomas são muito parecidos e se confundem: febre repentina, tosse, dor de cabeça, dores musculares, dores nas articulações e coriza. Por isso, não importa, neste momento, saber se o que se tem é gripe comum ou a nova gripe. A orientação é, ao ter alguns desses sintomas, procure seu médico ou vá a um posto de saúde. É importante frisar que, na gripe comum, a maioria dos casos apresenta quadro clínico leve e quase 100% evoluem para a cura. Isso também ocorre na nova gripe. Em ambos os casos, o total de pessoas que morrem após contraírem o vírus em todo o mundo é, em média, de 0,5%.
11 - Quando eu devo procurar um médico? Se você tiver sintomas como febre repentina, tosse, dor de cabeça, dores musculares, dores nas articulações e coriza, procure um médico ou um serviço de saúde, como já se faz com a gripe comum.
12 - O que fazer em caso de surgimento de sintomas? Qualquer pessoa que apresente sintomas de gripe deve procurar seu médico de confiança ou o serviço de saúde mais próximo, para receber o tratamento adequado. Nos casos de agravamento ou de pessoas que façam parte do grupo de risco, os pacientes serão encaminhados a um dos 68 hospitais de referência.
13 - Por que o exame laboratorial parou de ser realizado em todos os casos suspeitos? Essa mudança ocorreu porque um percentual significativo — mais de 70% — das amostras de casos suspeitos analisadas em laboratórios de referência, antes dessa mudança, não era da nova gripe, mas de outros vírus respiratórios, ou não era de nenhum virus. Com o aumento do número de casos no país, a prioridade do sistema público de saúde é detectar e tratar com a máxima agilidade os casos graves e evitar mortes.
14 - Os hospitais estão preparados para atender pacientes com a Influenza A (H1N1)? Atualmente, o Brasil possui 68 hospitais de referência para tratamento de pacientes graves infectados pelo novo vírus. Nestas unidades, existem 900 leitos com isolamento adequado para atender aos casos que necessitem de internação. Todos os outros hospitais estão preparados para receber pacientes com sintomas leves de gripe.
15 - Como eu posso me prevenir da doença? Alguns cuidados básicos de higiene podem ser tomados, como: lavar bem as mãos frequentemente com água e sabão, evitar tocar os olhos, boca e nariz após contato com superfícies, não compartilhar objetos de uso pessoal e cobrir a boca e o nariz com lenço descartável ao tossir ou espirrar. Fonte: Agência Saúde

Cuidados especiais - Mulher protegida antes da gravidez

As mulheres podem proteger seus bebês mesmo que ainda nem estejam no plano dessas futuras mamães. Muitas mulheres nem sabem que existem maneiras seguras de evitar complicações antes mesmo de ver a barriga crescendo.E uma ótima maneira de proteger um futuro filho é vacinando a mulher em idade fértil.A vacinação em mulheres em idade fértil ou em tratamento de fertilidade é fundamental para prevenir as mulheres de algumas doenças, além de proteger futuros bebês de malformações ou até mesmo de um aborto espontâneo.Sabe por que muitas mulheres não se atentam a esse importante aliado na gestação de um bebê? Porque muitos profissionais sequer abordam esse assunto com elas.A Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva publicou um relatório em novembro de 2008 no jornal "Fertility and Sterility" relatando que menos de 60% dos médicos ginecologistas e obstetras pedem o histórico de vacinação de suas pacientes e apenas 10% prescrevem as vacinas indicadas para as mulheres em idade reprodutiva.O recomendado é vacinar a mulher antes da gravidez. Há vacinas que não podem ser oferecidas para as mulheres grávidas. É preciso esperar pelo menos um mês entre a administração das vacinas com vírus vivos e a concepção.Vacinas - Aqui estão algumas das vacinas indicadas para as mulheres em idade de reprodução. Saiba os riscos que a mulher poderá ter caso ela não seja vacinada contra determinadas doenças. Portanto, se cuide!Tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) – A mulher grávida que adquirir rubéola poderá causar malformações no feto, como surdez, catarata, glaucoma, problemas cardíacos e neurológicos.Contra a varicela - Se o contágio for aos três primeiros meses de gestação, pode causar malformação do feto (abrangendo membros, órgãos e o cérebro) e até mesmo a morte dele. Caso a gestante contraia a varicela alguns dias antes do parto, o bebê tem grandes riscos de nascer com varicela neonatal.Gripe – O risco de a gestante evoluir para uma pneumonia em conseqüência de uma gripe é cinco vezes maior. As mulheres que não receberam a vacina antes da concepção poderão se vacinar a partir do segundo trimestre da gravidez no período de maior circulação do vírus (inverno).Tríplice bacteriana acelular para adultos – (dTap - difteria, tétano e acelular coqueluche) – Tanto mamães como todos que estão em volta do futuro bebê devem tomar a vacina para não transmitir para o pequeno. A coqueluche pode causar pneumonia, insuficiência respiratória aguda e convulsões levando à paradas respiratórias com risco de deixar sequelas mentais e motoras por falta de oxigenação do cérebro. Mulheres que receberam a dT há mais de dois anos podem tomar a dTap antes da gestação ou após o parto.Hepatite A – Deve ser solicitado os testes sorológicos para verificar se a mulher é ou não imune à hepatite A. As suscetíveis devem ser vacinadas antes da gestação.Hepatite B – A mulher portadora de hepatite B pode transmitir o vírus ao bebê durante o parto. Até 90% dos filhos das mães com hepatite B correm o risco de se tornarem portadores crônicos e ter seqüelas como cirrose e câncer hepático. Pneumocócica 23 valente - É indicada apenas a mulheres que tenham doenças crônicas cardíacas, pulmonares, renais, diabetes, imunodeficiências e desprovidas de baço, pois estão mais propensas a doenças pneumocócicas invasivas.Meningócica – No Brasil, a vacina meningocócica conjugada contra meningococo C tem sido recomendada em diversas regiões e é indicada principalmente a grupos de risco (falta de baço, imunodeficientes) ou durante surtos e epidemias, para maiores de dois anos de idade.Estando com o calendário de vacinação em dia, mamãe está privada contra doenças que são prejudiciais a si e ao seu bebê, não expondo seu bebê ou futuro bebê ao risco de contrair alguma dessas doenças que podem ser fatais.
Bruno Rodrigues
Data de publicação: 08/04/2009.

Sentimento: A origem do vínculo mãe-bebê

A origem do vínculo mãe-bebê
Muito antes de seu nascimento e ainda no ambiente intra-uterino, tem início a formação do vínculo entre a futura mamãe e seu bebê. Trata-se de um processo de comunicação tão complexo quanto sutil e que torna possível esta troca íntima e profunda. O vínculo é de importância vital para o feto, pois precisa se sentir desejado e amado para propiciar a continuação harmoniosa e saudável de seu desenvolvimento. A formação do vínculo não é automática e imediata, pelo contrário, é gradativa e, portanto, necessita de tempo, compreensão e amor para que possa existir e funcionar adequadamente. É, também, fundamental para que possa compensar os momentos de preocupações e reveses emocionais maternos e que todos nós estamos sujeitos no cotidiano. O amor e a rejeição repercutem sobre a criança muito precocemente mas, para que possa dar significado a estes sentimentos é preciso maturidade neuro-fisiológica. Assim, até os três primeiros meses de vida intra-uterina, as mensagens enviadas pela mãe são, em grande parte, incompreendidas pelo embrião, muito embora possam causar-lhe desconforto se percebidas como desagradáveis. À medida que vai evoluindo, o feto torna-se capaz de registrar e de dar significado às emoções e sentimentos maternos. É quando, então, começa a se formar sua personalidade, o que ocorre por volta do terceiro trimestre de gestação.A ansiedade materna é, de certa maneira, até benéfica ao feto, pois perturbando a neutralidade do ambiente uterino, perturba-o também, conscientizando-o de que é um ser distinto, separado desse ambiente. Para se livrar desse desconforto, ele começa a elaborar progressivamente técnicas de defesa como dar pontapés, mexer-se mais ativamente, e que funcionam, para a sensibilidade materna, como um envio de mensagem de que está sendo perturbado. Se houver sintonia materno-fetal, imediatamente a futura mamãe capta esta mensagem e começa a passar a mão delicamente em seu ventre, o que é percebido e decodificado pelo feto como atitude de compreensão, carinho e proteção, portanto, como tranqüilizadora. Com o decorrer do tempo, a experiência de desconforto transforma-se em emoção e tem início a formação de idéias sobre as intenções maternas em relação a si mesmo.Desta maneira, se a mãe for amorosa e tiver uma relação afetiva rica com seu bebê, contribuirá para que nasça uma criança confiante e segura de si. Assim também, se mães deprimidas ou ambivalentes que, por uma razão qualquer, privam o feto de seu amor e apoio, certamente favorecerão o estado depressivo e a presença de neuroses na criança e que podem ser constatados após o nascimento, pois sua personalidade foi estruturada num clima de medo e angústia. Mesmo a gestante que rejeita seu filho comunica-se com ele através do fornecimento do alimento. Mas, a qualidade desse vínculo é diferente da mãe que o deseja e esta é a grande diferença, pois não é apenas uma comunicação biológica. Como o feto capta todas as emoções maternas, as que o fazem entrar em sofrimento como a ansiedade, temor e incertezas, provocam-lhe reações mais fortes e contínuas, enquanto que as de alegria e felicidade, por não alterarem o ambiente intra-uterino, permitem que seus movimentos permaneçam suaves e harmoniosos. O feto sente o que a mãe sente, até como um atitude de solidariedade, porém, com intensidade diferente e sem a compreensão materna. As emoções negativas são percebidas como um ataque a si próprio. É fundamental lembrar que as preocupações passageiras e simples do cotidiano não lhe oferecem risco algum, pois sequer podem levar o organismo materno à produção de hormônios. O que o afeta e prejudica sobremodo são as situações que induzem à produção intensa e contínua de hormônios, como a ansiedade materna, que pode, inclusive provocar o estresse da mãe. Outras situações que também acarretam o sofrimento fetal são o consumo excessivo de álcool, tabaco e medicamentos pela gestante, bem como, o fato de comer demais ou se alimentar mal, pois traduzem uma grande e exacerbada ansiedade materna, além de que, também são altamente prejudiciais ao desenvolvimento físico e psíquico do feto. Um fator importantíssimo a ser considerado é quando a mulher é completamente dependente do cigarro. Neste caso, se a supressão total deixa-a extremamente ansiosa, há de fazer muito mais mal à criança do que simplesmente diminuir consideravelmente o número de cigarros até atingir a média de um ou dois por dia, e nada mais além disto. Se o feto participa de todas as emoções maternas, muitas gestantes inibem a sexualidade por sentirem-se constrangidas com esta participação, principalmente no momento do orgasmo e dos sons e ruídos emitidos pelo casal. Apesar disso, convém esclarecer que a atividade sexual não traz qualquer malefício. Ao contrário : o orgasmo, especialmente na mulher, é altamente benéfico física e emocionalmente, e é através dele que o feto capta o bem-estar geral da mãe, a felicidade intensa e, principalmente a tranqüilidade após o orgasmo e não este propriamente. Os acontecimentos graves e estressantes como perdas significativas ou situações que atingem a gestante diretamente, como brigas conjugais ou com pessoas mais próximas, são causas de grande sofrimento fetal e, muitas vezes, não há como evitá-los. Para diminuir os efeitos nocivos ao feto, a futura mamãe deve aumentar os períodos de descanso, oferecer-lhe apoio afetivo e conversar com ele, esclarecendo-o dos acontecimentos.Embora não haja compreensão das palavras, o feto capta o sentido do que lhe é dito e se tranqüiliza. Assim, o vínculo mãe-bebê não é quebrado. O perigo maior persiste quando o feto percebe-se rejeitado pela mãe ou quando suas necessidades físicas ou psicológicas não são compreendidas e atendidas, pois ele necessita desta troca para sentir-se amado e desejado. Concluindo, se o vínculo materno-fetal não foi consolidado durante o período gestacional, há de se tentar nas horas e dias que sucedem ao nascimento, que é o período ideal na vida extra-uterina e, se necessário, com a ajuda de um profissional capacitado.
Ana Maria Moratelli da Silva Rico - Psicóloga clínica

Será que me animo???

Será que dá pra animar um pouco??? Pois é, ela deu uma subidinha básica, mas não sei se foi porque acordei no susto. Sim, acordei no susto. É que o maridex programou a TV pra ligar e esqueceu de abaixar o volume, então.... Espero que não tenha sido por conta do susto. Mas uma coisa está notável, ela não está abaixo de 36,4c... Bem, hoje é o 32dc e o 10dpo segundo o FF. A provável chegada da monstra é 20/08, então ainda tenho muita esperança para um positivo ainda em agosto. Continuo confiando: Deus tem algo especial para minha vida!!!!

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Infertilidade - Cadê a cegonha??

Cadê a cegonha?
Há muitos motivos que podem retardar ou impedir que alguns casais realizem o sonho de ter um filho. De cada 100 casais, 80 conseguem “engravidar” depois de manter relações sexuais por até um ano sem o uso de qualquer contraceptivo. Os outros 20 não são bem sucedidos no seu desejo.
E cada dia que passa sem sucesso, a ansiedade pela espera do tão desejado filho aumenta, podendo atrapalhar os planos de quem quer engravidar. A ansiedade altera o sensível sistema hormonal do corpo da mulher e faz com que o cérebro passe a produzir substâncias capazes de bloquear as funções reprodutivas e até mesmo alterar a ovulação. Portanto, relaxe!
Quando a ansiedade não é o problema, o casal terá que investigar as causas que fazem a reprodução ser difícil. Existem exames que identificam a fertilidade do homem e da mulher individualmente.
Os mais comuns realizados em mulheres são os hormonais, a avaliação clínica dos ciclos menstruais e ultrassonografia para verificar o tamanho do ovário e presença ou não de cistos. Em homens, são realizados exames clínicos dos testículos e pênis, uma avaliação da função sexual desses órgãos e um espermograma para verificar quantidade e qualidade dos espermatozóides.
A barriga não cresce - As causas da infertilidade não são maiores em homens ou mulheres. Tanto fatores masculinos quanto femininos são a razão da dificuldade da geração de um filho, isso quando a causa não é a interação entre o casal. O ideal é que depois das avaliações clínicas, o homem inicie primeiro a investigação mais profunda, já que os procedimentos são mais fáceis de serem realizados do que os feitos pelas mulheres.
Existem casos de incompatibilidade entre o casal, isto é, mesmo sendo um casal sadio, sem alteração alguma, os dois juntos não conseguem ter filhos. Isso não acontece freqüentemente e nem quer dizer que o casal nunca terá filhos, mas precisará da ajuda de um especialista em reprodução humana.
Além da ansiedade, outras alterações podem impedir a gravidez, entre elas a endometriose (camada do útero em lugar errado), infecções genitais, hiper ou hipotiroidismo (produção insuficiente de hormônios), tumores de hipófise e diabetes grave e sem controle.
Mulher madura - A idade avançada da mulher também é fator de dificuldade para engravidar. As chances diminuem após os 35 anos e a probabilidade é ainda menor quando a idade da mulher ultrapassa os 40 anos.
É um mito dizer que as pílulas usadas por muitos anos diminuem a possibilidade de engravidar. Ao contrário, as pílulas, desde que recomendadas pelo médico, ajudam na prevenção de cistos ovarianos, endometriose e alterações hormonais que tanto dificultam uma futura gravidez. As pílulas atuais foram desenvolvidas para que a mulher use durante quanto tempo quiser.
Para o tratamento, em muitas situações, uma medicação para induzir a ovulação e relações sexuais programadas são medidas suficientes para que o casal consiga engravidar. Existem outras técnicas mais avançadas, como a inseminação artificial, onde os espermatozóides são colhidos em laboratório e os melhores são colocados no útero da mulher.
A fertilização in vitro é a técnica onde a mulher toma injeções de hormônios diárias para induzir a ovulação. Quando isso acontece, os óvulos são retirados, fecundados em laboratório e recolocados no útero.
As chances de resultados positivos das técnicas utilizadas são variáveis. As melhores taxas percorrem a probabilidade 25% de gravidez. Para casais que ainda não desejam ter filhos, o melhor é que deixem esse tipo de preocupação para quando quiserem engravidar e aproveitem o momento a dois.

Dicas:

  1. Programe relações sexuais com maior freqüência para o período fértil, em torno do 14º dia após o primeiro dia de menstruação.
  2. Uma boa alimentação e atividades físicas levam a uma vida saudável e com maiores chances de gravidez.
  3. Fumo e bebidas alcoólicas afetem a fertilidade e o desenvolvimento do bebê. O ideal é parar bem antes de engravidar para que o corpo se desintoxique.

Bruno Rodrigues

Adote o Guia do Bebê: Cadastre-se - Indique para uma amiga

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

uma subidinha

ôba, hoje deu uma elevadinha, pouca, mas elevou...
Hoje estou no 30dc e supostamente pelo FF estou no 8dpo.
Eu acredito que a O foi ontem, no 29dc e acho que hoje é o 1dpo, ou seja, pelas minhas sensações eu acredito que terei um ciclo de 45dias e a previsão pra monstra não vir é o dia 26/08, já pelo FF, deverá não vir dia 19/08. A partir de 19/08 já posso fazer um teste...
Sintomas???? Nenhum, apenas uma esperança de que Deus me enviará meu precioso presente neste ciclo!

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Modelo de TB , bem baixa, mas POSITIVO!!!

Essa TB da Naninuca, amiga lá no 28 dias... É um bom modelo de gráfico para nunca perdermos a esperança, já que o ciclo dela foi comn temperaturas baixissimas, ela mesma pensou não ter ovulado e só foi fazer teste de gravidez porque estava sentindo uns sintomas estranhos...
Então, é por essas e outras que não perco as esperanças, NUNCA!!!!

Prece Árabe

Deus, não consintas que eu seja o carrasco que sangra as ovelhas, nem uma ovelha nas mãos dos algozes.
Ajuda-me a dizer sempre a verdade na presença dos fortes e jamais dizer mentiras para ganhar os aplausos dos fracos.
Meu Deus!
Se me deres a fortuna,não me tires a felicidade; se me deres a força, não me tires a sensatez; se me for dado prosperar, não permita que eu perca a modéstia, conservando apenas o orgulho da dignidade.
Ajuda-me a apreciar o outro lado das coisas, para não enxergar a traição dos adversários, nem acusá-los com maior severidade do que a mim mesmo.
Não me deixes ser atingido pela ilusão da glória quando bem sucedido e nem desesperado quando sentir o insucesso. Lembra-me que a experiência de um fracasso poderá proporcionar um progresso maior.
Ó Deus!
Faze-me sentir que o perdão é o maior índice da força e que a vingança é prova de fraqueza.
Se me tirares a fortuna, deixe-me a esperança. Se me faltar a beleza da saúde, conforta-me com a graça da fé.
E quando me ferir a ingratidão e a incompreensão dos meus semelhantes, cria em minha alma a força da desculpa e do perdão.
E finalmente Senhor, se eu Te esquecer te rogo, mesmo assim, nunca Te esqueças de mim!
Traduzido do árabe por Seime Draibe

+ um dia!!!!

Pois é, mais um dia que a TB caiu, hoje foi para 36,4...
Ontem à noite, comecei a sentir o muco cremoso.
Hoje está abundante, é muito esbranquiçado, logo não é o muco fértil.
Continuo confiando e aguardando que meu Senhor opere meu milagre.

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Ontem estava toda animada, minha TB foi pra 36,7, mas hoje ela já baixou para 36,5. Mesmo assim, nada de desânimo.
Isso mesmo, vamos viver um dia de cada vez e o que tiver que ser, será, afinal...
No final, tudo dependerá da vontade de Deus e Ele tem algo especial para minha vida.
Continuo tentando, tentando, tentando... Um dia estas tentativas darão frutos.

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

iupiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii... Minha TB deu uma bela saltada... De 36,4 foi para 36,7. Será???? Melhor esperar a TB de amanhã.
Continuo confiando, Deus tem algo especial para minha vida.

domingo, 9 de agosto de 2009

Treinantes unidas, jamais serão vencidas...

É dose...
Até agora, nada de Ovulação. Essa tal de SOP é bem chatinha mesmo. Atrapalha tudo.
Mas continuo dizendo que a vontade de Deus é maior, afinal, o meu Deus é o deus do impossível.
Amanhã vou começar a tomar o chá de amora, ele ajuda a dissolver os cistos.
Ai, eu não queria mais ter ciclos longos, de 45 dias ou mais...
Custava ter um ciclo regular de no máximo 35 dias??? Sim, 35 dias é um pouco longo, mas sendo regular é o que importa.
Agora não, em um ciclo é 28 dias, outro 32, daqui a pouco um de 55. AFFFF, haja paciência!!!
Mas eu estou torcerdo para que esse seja de 35dias, mas pelo visto não será,afinal, hoje estou 26dia.
Mas enquanto não regulo o meu ciclo, vou visitando o blogs de outras treinantes para saber notícias maravilhosas (positivos, exames hormonais OK, etc...) ou então para desejar-lhes boa sorte.
E quem disse que vida de treinante é fácil???
O bom de tudo isso, é que temos umas as outras para se apoiar. Por que nesse caso, só as treinantes anônimas é quem se dão as mãos, porque é dificil para alguém que está ao nosso lado entender que é muito difícil engravidar, afinal, todo mundo consegue, não é?

Esperando que a vontade de Deus coincida com a minha!!!

O que acontece quando desejamos ser mãe???
Por que será que quando colocamos na cabeça "quero ser mãe", tudo se torna difícil???
Por que todas engravidam e eu não???
É isso mesmo, parece que quando desejamos imensamente ser mãe, todo mundo consegue, menos nós.
Eu não sei o que acontece, a minha família é totalmente fértil. Eu nos meus 35 anos de idade já sou tia-avó, isso mesmo, minhas sobrinhas já tem filhos!!!!
Agora o que dizer das mães irresponsáveis, que engravidam sem planejamento e não tem a mínimas condições de serem mães??? Por que elas e não eu???
Outra coisa, você quer ser mãe, o que mais você vê a todo momento??? Isto mesmo: GRÁVIDAS!!!!
Nossa vida é observar as barriguinhas e desejar desfrutar daquele lindo momento.
Com tudo isso, começamos a nos questionar. é uma batalhada de exames e os médicos dizem: "Você não tem nada", ou "não, esse probleminha que você tem não a impede de engravidar" e tal, e tal...
Mas o pior é quando você descobre que realmente tem um problema, no meu caso SOP ( a famosa Sindrome dos Ovários Policisticos). Aí o seu mundo acaba...
Bem, a boa notícia é que várias "amigas" ou "conhecidas" (principalmente as amigas virtuais) passaram pelo mesmo problema e conseguiram o tão sonhado positivo.
Sim, esta é a boa notícia. Mas a melhor notícia é que Deus age certo no momento certo...
Sabe por que eu ainda não engravidei??? Porque com certeza não é o momento de Deus. Ele sabe do que eu preciso, sabe das minhas necessidades...
Eu acho que engravidar agora é minha prioridade, mas Deus sabe que há prioridades maior pra minha vida. O que eu preciso mesmo é ter paciência... Mas aí eu penso: não já esperei demais???
Não, eu não esperei demais. Já vi casos de pessoas que tentaram há mais de 10 anos... Não que eu queira esperar 10 anos, é apenas um exemplo...
Outra coisa, nesse meio tempo é que passei a ter mais cuidado com a saúde, então, se o meu desejo fosse prontamente atendido, será que eu teria uma boa gestação???
Então, é assim. Agora estou mais confiante, eu sei que Deus tem algo especial para minha vida. Quando eu menos esperar, meu milagre chegará e não haverá SOP ou qualquer outro problema que irá impedir a benção que Deus me enviará...
É uma pena que a minha vontade não coincida com a vontade de Deus, mas pelo menos eu tenho certeza que Ele já está separando a minha benção para que um anjo a entregue o mais breve possível. "Deus não demora, Deus capricha" e nesse momento ele tá caprichando no meu bebezinho, afinal: "Deus não é homem para que minhta, nem filho do homem para que se arrependa!"